Alta disponibilidade de ambientes de aplicação IIS – Parte 5 – Configurações da Farm

Salve galera,

Agora vamos conhecer os recursos de configuração da Farm. Aqui vale ressaltar uma coisa, o intuito dos artigos não é detalhar tudo o que podemos fazer, mas sim realizar a configuração de uma Farm simples que atenda a maioria dos casos. Então deste ponto em diante alguns itens não serão exemplificados até por que não atenderia a expectativa de todos. Caso se torne necessário podemos criar alguns artigos especificos para cada item.

Vamos lá,

Quando clicamos sobre a farm, no painel da direita são exibidas algumas configurações.

Fatures

 

Temos:

  • Caching: podemos configurar alguns recursos de cache que são muito uteis para acessos constantes. (Cabe um post próprio logo-logo).
  • Health Teste: nesse item podemos testar a saúde da nossa Farm, sem todos os servidores estão respondendo e qual a resposta.
  • Load Balance: aqui vamos parametrizar nosso balanceamento.
  • Monitoring and management: podemos acompanhar o que está ocorrendo com nossa FARM.
  • Proxy: ambiente que utilizam proxy precisam dessa configuração.
  • Routing Rules: aqui vamos determinar as regras para entrada na farm.
  • Server Affinity: podemos determinar configurações de afinidade para que todas as requisições possam ser encaminhadas para um servidor por exemplo.

Para o nosso ambiente não vamos utilizar todas as configurações, e nem entrar em detalhes de todos os parâmetros, apenas dos que utilizaremos.

A primeira configuração que faremos é referente ao Load Balance. Dentro de suas configurações temos qual algoritmo utilizaremos e alguns possibilitam customizar valores, no nosso caso vamos trabalhar com uma balanceamento baseado na quantidade de request dividindo igualmente as requisições entre os servidores.

Load Balance

Pronto. Feito isso nossa farm ira dividir igualmente entre os servidores as requisições. Podemos customizar a proporção de divisão caso seja necessário. Ou dizer que vamos direcionar de acordo com o tempo de resposta.

Custom

 

Lembrem-se todas as modificações devem ser confirmadas. Na lateral direita existem as opções.

Save

 

Em “Routing Roles” temos as regras que definiram o que entra na nossa Farm ou não. Lembrando que, podemos ter várias Farms configuradas direcionando para vários servidores , porém , se uma requisição chegar e não for atendida por nenhuma regra a mesma será enviada para o IIS do host que chegou (nosso servidor que tem o ARR) e nesse caso teremos um problema se o mesmo não tiver o aplicativo.

Quando entramos em Routing Roles temos a seguinte visão:

Rules

 

Nesse ponto estamos dizendo ao servidor que utilizaremos o URL Rewrite para criar as regras de entrada do servidor. Na lateral direita temos uma opção para abrir o editor do URL Rewrite.

URL

 

No editor do URL temos uma regra para cada Farm criada, onde determinamos uma expressão regular para dizer o que entra ou não na Farm. No nosso caso como iremos direcionar TUDO para a nossa Farm, colocamos um “*” para dizer isso.

URL

Quando dermos 2 cliques sobre a configuração teremos a seguinte visualização, que indica qual a regra (expressão regular) , qual ação fazer se for atendido e para qual Farm será enviado.

Farm Config

 

 

Bom pessoa, até aqui ja temos nossa Farm configurada.

Agora só falta acompanhar e testar se a mesma está OK.

No próximo artigo veremos esses pontos.

Att.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s